Como Importar Produtos dos EUA

APRENDA A IMPORTAR PRODUTOS PARA USO PRÓPRIO OU PARA REVENDA! TUDO LEGALIZADO!

A crise econômica e os mais de 14 milhões de desempregos no Brasil abriram os olhos de muitos brasileiros com espírito empreendedor, hoje eles sabem que não podem depender do mercado de trabalho para conquistar seus sonhos. Você é um deles?

Uma luz no fim do túnel para a crise é a IMPORTAÇÃO DE PRODUTOS DOS ESTADOS UNIDOS. Esse método é usado tanto para uso próprio, ou seja, pessoas que simplesmente querem comprar produtos mais baratos nos Estados Unidos; e também por empreendedores que querer uma boa margem de lucro revendendo suas importações aqui no Brasil.

O QUE VOCÊ PRECISA SABER ANTES DE COMEÇAR

É totalmente legalizado

Importar produtos dos EUA é uma prática totalmente legal, não existe nenhuma restrição.

Muitos se preocupam sobre os possíveis “impostos de importação”, que é cobrado quando o produto chega ao Brasil, e é geralmente em torno de 60% sobre o valor do produto. Apesar de nem todos os pacotes serem taxados pela Receita Federal, existem esse risco, porém é totalmente dentro da lei.

Caso seja cobrada a taxa, basta ir até a agência dos Correios fazer o pagamento e retirar sua encomenda. Lembrando que mesmo sendo cobrado imposto, em muitos casos ainda vai sair mais barato que comprar no Brasil.

Nem todas as lojas entregam direito no Brasil

A maioria das lojas americanas entrega somente dentro dos Estados Unidos ou no Canadá. Até alguns anos esse era um grande impedimento para brasileiros comprarem em sites americanos. A solução para isso é o redirecionamento de encomendas, que vou explicar logo abaixo.

Você vai precisar do serviço de redirecionamento de encomendas

A boa noticia é que hoje existem os serviços apelidados de “redirecionamento de encomendas”, que fornecem um endereço nos Estados Unidos para brasileiros enviarem suas encomendas americanas. Quando a encomenda chega neste endereço, a empresa de redirecionamento avisa, e o comprador brasileiro pode solicitar o envio para o Brasil. Duas empresas que oferecem este serviço e que são bem conhecidas entre brasileiros são a Shipito e a Shopfans.

Isenção de impostos

Alguns produtos a Receita Federal é proibida de cobrar impostos, são eles LIVROS e REMÉDIOS. Se você precisar comprar qualquer um desses em sites americanos, esteja ciente de que não é permitido cobrar nenhum imposto ou taxa sobre o valor do produto, e caso aconteça você tem todo direito de reclamar na justiça e liberar sua encomenda sem pagamento algum.

COMO FAZER – 6 PASSOS SIMPLES PARA COMEÇAR HOJE!

  1. Mascarador de IP pode ser necessário: toda conexão de internet tem um número, esse número corresponde ao local aproximado da sua localização, com esse número os websites conseguem descobrir a origem dos visitantes. Ao acessar um website americano que não entrega no Brasil, este website através do número da sua conexão consegue identificar que você não está nos Estados Unidos, bloqueando seu acesso a versão americana do site, impedindo a visualização dos produtos e preços praticados nos Estados Unidos. Para resolver este problema, existem extensões para navegadores de internet e aplicativos para celular, que camuflam seu número de conexão. Ou seja, mesmo você estando no Brasil, essa extensão ou aplicativo faz seu número de conexão virar americano. Agora toda vez que você acessar um website, será como um visitante americano. Essa prática é totalmente legal, pois você tem direito a privacidade de localização.
  2. Encontre seu fornecedor e produto: antes de comprar, você precisa saber o que vai comprar e em que loja virtual. Eu fiz uma lista das principais lojas virtuais americanas, consulte sempre que precisar.
  3. Calcule quanto ficaria a compra somando os 60% de imposto: nem todas suas importações serão taxadas, mas você deve se preparar, sempre separe 60% do valor dos seus produtos para pagar os impostos caso seja necessário. Faça o calculo também se vale a pena importar pagando essa taxa, na maioria das vezes compensa sim, pois existe maneiras de fazer a importação valer a pena mesmo pagando imposto. Para entender como funciona recomendo que você faça o curso Fórmula da Importação.
  4. Contrate o redirecionamento de encomendas: como expliquei acima, primeiramente você vai precisar de um endereço nos Estados Unidos para enviar seus produtos e apenas numa segunda etapa enviar para sua casa no Brasil.
  5. Compre no fornecedor e envie para o redirecionador: basta comprar o produto no site de sua escolha, no momento de preencher o endereço de entrega, colocar o endereço do redirecionador.
  6. Enviar para sua casa no Brasil: Ao receber no redirecionador, você será avisado que a encomenda chegou. É inteligente neste momento contratar alguns itens adicionais oferecidos pelo redirecionador, por exemplo, juntar todos os produtos numa mesma caixa para economizar no frete, tirar o ar das sacolas de roupas, etc. Por fim no próprio sistema do redirecionador você deverá preencher a declaração alfandegária, que é um papel que descreve quais produtos tem dentro da caixa e qual o valor pago por eles. Agora basta informar seu endereço no Brasil, escolher o frete e finalizar.

DICAS BÔNUS DE COMO SE DAR BEM

  • Junte várias compras em um único envio, você pode fazer compras em diversas lojas virtuais americanas e enviar tudo para seu endereço no redirecionador de encomendas. Após juntar vários produtos, você pede para o redirecionador juntar tudo numa única caixa e enviar tudo de uma vez para o Brasil, assim você economiza muito dinheiro com o frete, esse processo é chamado consolidação de pacotes. Vale mais a pena pagar um frete só, do que vários fretes para cada produto.
  • Escolha algum dos fretes mais baratos, frete caros são certeza de taxação pela Receita Federal e se do tipo courier ainda é cobrado ICMS;
  • Caso tenha produto de compra negada com o cartão de crédito, utilize a opção de “compra assistida” dos redirecionadores de encomendas, nessa modalidade uma pessoa lá nos Estados Unidos compra o produto pra você. Claro que vai ser cobrado um valor por este serviço, então cabe a você fazer a conta se vale a pena de acordo com o produto que você for comprar.

COMO REVENDER NO BRASIL E LUCRAR MUITO

A dica final deste artigo é como fazer a REVENDA DE PRODUTOS! Uma ótima oportunidade para brasileiros ganharem dinheiro na crise; as lojas brasileiras revendem e lucram com esses mesmos produtos, agora é a sua vez. Apresento 3 métodos comprovados de lucrar com revenda:

  1. Lojinha/Box na sua cidade: montar uma pequena loja ou Box de mini shopping é um estratégia vencedora. O ponto essencial de sucesso é escolher um nicho de atuação, por exemplo, loja de roupas femininas, eletrônicos, etc. Monte um bom estoque inicial de produtos que você sabe que vendem bem, mescle com produtos nacionais, capriche na divulgação e atendimento ao cliente. O céu é o limite para você! Tenha atenção no controle das despesas e faturamento, elimine os custos fixos e gastos desnecessários. Seja organizado e procure legalizar seu negócio, uma boa maneira é começar pelo MEI (microempreendedor individual).
  2. Mercado Livre: o maior marketplace da América latina é o talvez o melhor lugar para vender, basta colocar seus produto no Mercado Livre, caprichar no atendimento ao cliente e esperar as vendas chegarem. A ótima credibilidade do Mercado Livre aliada as divulgações massivas em redes sociais (incluindo estratégias de Remarketing no Facebook) compensam os até 16% cobrados por cada venda. Para complementar indico o artigo sobre como vender muito no Mercado Livre.
  3. WhatsApp e Redes Sociais: o número do WhatsApp dos seus potenciais clientes é um ativo para sua pequena empresa. Seja educado ao abordar no WhatsApp, envie fotos poucas vezes por semana para não encher a paciência dos seus clientes. Com o tempo sua loja será uma referência na venda dos produtos que você escolheu atuar na cabeça destes prospectos.

Abraços e sucesso!

Adriano Oliveira

4.9/5 - (26 votes)

Recomendados para você

2 comentários em “Como Importar Produtos dos EUA”

  1. Fantástica matéria, curto e objetivo.
    Bastante explicativo, sou brasileiro eng. elétrico nos USA, me aposento em breve mas não quero parar, queria me focalizar em enviar pecas
    pequenas na área de informática, automação,científica, didática etc

    Responder

Deixe um comentário